Pages

sábado, 24 de janeiro de 2009

RELATO DO PARTO !!!!

Oi gentem, bom depois de 24 dias finalmente consegui parar para relatar o parto ...

dia 29/12/08, acordei muito triste , pois sabia que a consulta com o Dr Robson ia ser decisiva , e estava certa de que nada havia mudado ...
Resolvi então ir mais cedo e fui andar , pra ver se melhorava e se ajudava a evoluir , andei muito mesmo , mas o calor fazia eu parar toda hora pra beber agua . Cheguei pra consulta e como sempre tava lotado, as recepcionistas me olharam e disseram, " Nossa ainda não nasceu ?!", e eu fiquei sem responder , quer pergunta mais boba ...
A recepção estava cheia de gravidas então ficamos conversando e eu encontrei uma das colegas do curso de gestante, ela estava com o seu bebezinho e aquilo só me deixava mais ansiosa ...
bom entrei no consultorio e o Dr Robson foi breve, fez o toque e como eu temia , eu estava sem evolução 1cm e colo grosso , ele ainda disfarçou dizendo que tava começando, mas eu sabia que era só pra me deixar melhor, então fomos discudir a tal data .
- Pode ser na quarta dr - eu perguntei
- Ah quarta ta cheio Grazi, vamos marcar pra sexta 02/01/09
- E na quinta Dr ?- eu perguntei, não sei mas sentia que meu filho iria nascer em 2008 ainda .
- Só tem vaga na sexta de manhã e eu vou estar la Grazi . ele disse
- Ta bom concordei meio a contra gosto .
Ele fez a carta para o parto e ainda disse , olha Grazi a gente vai induzir , mas se acontecer alguma coisa nesse meio tempo , va para o pronto Socorro ta .
Acho que ele tava sentindo que ia acontecer .
Bom sai da consulta arrasada, mesmo tentando esconder isso , foi ai que resolvi ir pro trabalho do Vava, não queria ficar sozinha e foi o que fiz .
meu pai me ligou perguntando se tava tudo bem porque minha mãe e minha prima estavam ligando em casa desesperadas atraz de mim , eu disse que tava tudo bem , só que não comentei que o médico tinha marcado o parto .
Cheguei na Suisso e conversei com o Vava e ele falou assim .
Amor , nosso filho vai nascer na hora que ele quiser, confia em Deus que vai dar tudo certo .
Aquilo me acalmou , ai o meu cunhado Julio chegou la com um amigo , ele pos a mão na minha barriga que até então ele nunca tinha feito e disse Grazi ele ja ta doido pra nascer, tira ele dai .
Eu disse - ah Ju agora é com ele , ele ta com preguiça .
Ele foi embora e estava com fome , decidi ir na padaria comprar alguma coisa , quando de repente, eu parei e senti alguma coisa escorrendo nas minhas pernas.
Pensei " Meu Desus minha bolsa estourou , voltei correndo ai o vava disse
O que foi Amor,
Vamos embora amor , minha bolsa estourou .
Ele olhou e eu ria , meu filho ia nascer , ele pegou as coisas e a gente veio pra casa, eu tomei um banho , aruumei algumas coisas que faltavam. deixamos comida pro nossos bichinhos e fomos pra casa de parto .
Cheguei la a Maria me examinou e disse .
Grazi vc esta com bolsa rota , seu colo esta grosso e não tenho como induzir aqui .
Fiquei muito triste , pois sabia que se fosse pro convenio ia ser cesaria .
Ai ela disse , olha Grazi vc pode ir pro Amparo Maternal, que la tenho certeza que vc tera um parto normal , ele são os fundadores daqui .
Então la fomos nós atras do hospital , isso ja era masi das 20hs e minha bolsa tinha rompido as 17:30, mas eu estava muito tranquila .
De repente no meio do caminho o carro resolve parar , ai eu pensei Ai meu Deus e agora , mas eu fiquei calma , pois sabia que Deus estava conosco e tudo ia dar certo .
O carro pegou , ai resolvemos parar no posto pra abstecer e comprar alguma coisa pq estavamos com muita fome .
Ai a frentista olhou as bolsas no carro e perguntou , vc ta indo ganhar nenem né
e eu dissse sim estou em trabalho de parto
ela se desesperou e chamava meu marido , e eu ria de tudo aquilo .
Rodamos muito pra encontrar o hospital e quando chegamos la eram 22hs mais ou menos .
Ai entrei me deram aquela camisolinha horrivel e fiquei esperando pq a todo instante entrava uma mulher .
A enfermeira pegou a veia pra por aquela valvula horrivel mas a idiota pegou errado e tava doendo muito , só de manha que a outra enfermeira trocou e meu braço ficou roxo e só saiu agora .
Eram 03 da manhã quando o médico começou a indução com o comprimido, tinhamos feito um cardiotoco e o bebe estava bem , mas eu ja começava a sentir algumas contrações .
O Vava ficou comigo o tempo todo , confesso que a gente não conseguiu dormir direito , pq as contrações estavam desritimadas , mas ja encomodavam bastante .
09 da manhã o médico passou e disse que estava tudo bem que bolsa rota não era motivo pra cesdarea , mas que ao minimo sinal de perigo iriamos fazer cesarea .
depois disso a grande noticia eu estava com 2 cm e o colo fino e o medico disse que não precisava mais do comprimido .
Eles ligaram o soro ( ocitocina ) e eu sabia que agora minhas contrações iriam começar a ficar doloridas . e foi o que aconteceu ...
As outras mulheres gritavam a noite toda e sem parar, mas eu sabia que tinha que me polpar para o parto , resolvi então tomar café , mas por causa do soro , vomitei tudo , ai o vava pediu outro e consegui comer .
As contrações ja estavam bem doloridas, mas eu não queria gritar então resolvi fazer o seguinte, controlar a repiração e a cada contração eu pensava eé menos uma e olhava firme para o vava que segurava minha mão .
Resolvi então andar , sabia que ia aliviar minha dor e então la fomos eu e o vava e o soro caminhar pelos corredores e qdo a contração vinha eu me apoiava nele e rebolava e ela passava.
Não sei quanto tempo a gente andou , mas só voltamos pq eu tinha que fazer outro cardiotoco .
Continuei então com a respiração mas ja estava muito dificil controlar , então qdo a contração vinha eu procurava os olhos do vava e ele fazia assim
vai amor respira comigo : Flaaaaa vinnnnhoooo, e ai eu conseguia controlar.
Estava ficando impossivel as contrações, chegou o almoço , comi umas 3 colheradas e disse pro vava que queria ir pro chuveiro , la sabia que eu ia conseguir ficar e ia ajudar na dilatação, doia muito e o vava veio comigo , não sei quanto tempo fiquei no chuveiro e só sai pq o vava Insistiu muito , mas qunado sai estava com muita dor ai veio a vontade de fazer força, dei um grito e o Vava dizia , não grita amor , com o olhos cheio de lagrimas .
Eu dizia chama a enfermeira , to com vontade de fazer força amor ,
ele correu , mas a enfermeira veio antes , assustada com meus gritos , ela disse o que foi Gertrudes, brincando , eu disse que tava com vontade fazer força, ela chamou a médica que fez o toque e constatou dilatação total , eu não acreditava , ela me ensinou a fazer força e logo foram buscar a cadeira de rodas pra me levar pra sala de parto .
Eu não queria me mexer doia muito , então deitei na mesa que estava meio inclinada e eu fazia força e nada , estava fazendo errado , mas eu não conseguia me segurar no apoio, a médica veio e começou a empurrar minha barriga, mas doia muito isso e eu não queria , estava fraca , não havia comido nada , então a médica pediu a barra pra mim seguarar nessa posição eu estava quase sentada , ia ser mais facil, mas eu fazia força , mas não conseguia , eu dizia não consigo , e elas diziam , Grazi , vc tem que fazer força , seu filho ja esta embaixo ele não pode ficar muito tempo assim , isso me apavorava , mas eu temntava e nada , a médica empurrava , mas só doia e eu gritava , foi ai que ela disse que ia me cortar , pra ajudar o nenem, eu não queria, mas não estava em condições de exigir nada .
Foi ai que o Meu amado Marido olhou pra mim e disse
Amor eu to vendo o cabelo dele , faz força .
Eu dizia , não consigo me ajuda
Eu vou ser sua força amor mas vc precisa me ajudar ta
Essas palavras me deram força , ai ele sentiu os´pés do Flavinho, empurrou e eu fiz força, ai eu senti um ploft e ouvi o chorinho dele.
A enfermeira limpou ele e ele veio pros meus braços , grande , lindo , vivo e eu chorava de alegria junto com o Vava, na hora que veio aos meus braços ele parou de chorar e eu ficava boba com ele me olhando como se ja me conhecesse .
A placenta saiu em seguida , ai a enfermeira começou a me costurar e o Vava foi ver o Flavinho sendo pesado e medido .

Nosso filho nasceu no dia 30/12 as 13:56 com 3.330kg e 48 cm, teve apgar 8 e 9 é uma criança forte, guloso e muito esperto .

Quero agradecer algumas pessoas que estiveram comigo nessa longa batalha .

Primeiramente agradeço a Deus por realizar meu sonho de ser mãe , depois de 3 anos tentando e mais por me dar forças pra que meu filho nascesse de parto normal , pois eu sempre desejei isso .

Em segundo , agradecer ao meu amado marido vagner, pois sem ele ao meu lado eu não teria forças , todas as vezes que eu buscava seus olhos na hora da dor era como se ali eu encontrasse meu refugio, não sei descrever, mas com ele ao meu lado tudo foi possivel e tudo era mais facil, a dor passava e minhas forças se revigoravam . Obrigado meu amor , vc foi meu refugio na hora da dor e sem vc eu não conseguiria .

Em terceiro agradeço a todas da casa de parto sapopemba, por me dar apoio, carinho , e tirar todas as minhas duvidas , meu filho não nasceu la , mas com a indicação da maria tive um parto normal com poucas intervenções , Obrigado a todas vcs.

Por ultimo, agradeço a minha familia por me apoiar , a minha mãe por cuidar de mim e o meu filho tão bem , aos meus amigos da Metra que sempre estão comigo . A todos vcs meu muito obrigado .

Depois de passar por tudo , não me arrependo , faria tudo de novo , pq ter um filho é uma dadiva dos ceus e não ha nada como dar a luz do jeito que Deuis deixou , a dor passa, tudo passa , pq ao final o presente é ter nos braços um serzinho maravilhoso que te chamara de Mãe







.

0 comentários: